Como nos podemos preparar para a menopausa precoce?

  • 5 min ler

A palavra menopausa é assustadora para muitas mulheres, que a associam a ser "velha". A ideia de não poder ter filhos (mesmo que não quisessem tê-los em primeiro lugar) é bastante assustadora, e as "mudanças terríveis" que supostamente vêm com ela ainda mais.

Assim, uma menopausa precoce parece um verdadeiro pesadelo. Para começar, a menopausa não é o monstro que todos pintam. É um processo que todas as mulheres passam e há vida (muita vida) depois dela – sim, mesmo depois de uma menopausa precoce.

Todas as perguntas sobre a menopausa precoce respondidas

Então, o que é a menopausa precoce, por que acontece, e como se pode lidar com ela? Temos respostas! Spoiler: não é assim tão mau.

O que é uma menopausa precoce?

Como sabem, a menopausa é aquele período da vida de uma mulher em que a menstruação e os ciclos menstruais param completamente, e uma mulher já não pode engravidar ou dar à luz.

Isto geralmente acontece entre os 45 e 55 anos de idade, às vezes um pouco mais cedo, outras vezes um pouco mais tarde. Quando a menopausa ocorre antes dos 45anos, é chamada de menopausa precoce ou menopausa prematura (se antes dos 40 anos).

A menopausa precoce não deve ser confundida com insuficiência ovariana primária. Esta ocorre quando os ovários deixam de funcionar corretamente antes dos 40 anos.

Ainda assim, com insuficiência ovariana primária, uma mulher pode experienciar períodos e ciclos irregulares ou ocasionais durante anos e pode mesmo engravidar. Na menopausa precoce, uma mulher deixa de ter períodos e já não pode engravidar.

O que pode causar uma menopausa precoce?

Embora existam várias causas para a menopausa precoce, esta causa nem sempre pode ser determinada. As razões mais comuns são:

  • Genética: a menopausa precoce pode ser herdada. 5 a 30% das mulheres com menopausa precoce têm um familiar que também teve menopausa precoce. Não é uma ciência exata, mas olhar para a idade da tua mãe quando ela começou a menopausa pode-te dar uma pista de quando podes começar tu.
  • Defeitos nos cromossomas:anomalias cromossómicas que afetam os ovários podem causar menopausa precoce, como a síndrome de Turner, síndrome do X frágil.
  • Doenças autoimunes:estas incluem a doença celíaca, a doença da tiroide, a doença de Crohn, o lúpus eritematoso sistémico e a artrite reumatoide, por exemplo. Uma doença autoimune significa que o sistema imunológico ataca alguns tecidos do corpo que identifica como "invasores". Quando ataca os ovários, o resultado pode ser uma menopausa precoce. 10 a 30% das mulheres com menopausa precoce sofrem de uma doença autoimune.
  • Epilepsia: as mulheres que sofrem de epilepsia são mais propensas a experienciar a menopausa precoce.

• Tratamento do cancro: enquanto a quimioterapia e a radioterapia não provocam menopausa, podem ser um facto de risco para uma menopausa precoce.

• Estilo de vida: alguns hábitos, como o tabagismo, colocam as mulheres em maior risco de experienciar a menopausa precoce. Ter um IMC muito baixo também pode ser um fator.

*Menopausa prematura idiopática: é assim que se chama a menopausa precoce quando não há razão aparente para ela. Compreende cerca de 60% dos casos de menopausa precoce.

*Menopausa induzida: às vezes a menopausa pode ser especificamente induzida por razões médicas, como a remoção dos ovários ou do útero.

Podemos preparar-nos para a menopausa precoce?

A menos que seja uma menopausa induzida, não há muito o que fazer para prevenir a menopausa. Quando começa, é quase impossível revertê-la. Se achas que podes estar a passar pela menopausa precoce, há algumas coisas que podes fazer para te preparares:

  • Ver um médico.Um médico poderá dizer-te com mais certeza se estás a passar pela menopausa precoce.
  • Cuidado com o peso. Os médicos acham que pode haver uma ligação entre a obesidade e afrontamentos fortes, e o peso demasiado baixo pode colocar-te em risco por outras complicações. Além disso, os desequilíbrios hormonais podem afetar o teu metabolismo.
  • Não te esqueças do exercício. O exercício é bom para tudo. Ajuda a manter o peso sob controlo, níveis de stress, sono, depressão, ossos, músculos e muito mais. Como bónus, o exercício também ajuda na memória e cognição, que podem sofrer durante as fases iniciais da menopausa quando as hormonas ainda estão loucas.
  • Faz os teus Kegels. Com a menopausa, podem ocorrer algumas alterações nos músculos da vagina e de outros tecidos também. Fazer Kegels e outros exercícios pélvicos pode melhorar e atenuar essas alterações.
  • Medicação.Considera tomar medicação para sintomas extremos como insónia, stress, fadiga e alterações de humor.
  • Terapia de Substituição Hormonal. Esta terapia não é indicada para todas as mulheres, mas algumas podem beneficiar muito dela. Aconselha-te junto do teu médico.


Quais são os sintomas da menopausa precoce?

O sintoma mais óbvio é quando a menstruação para durante um período longo (geralmente 12 meses). No entanto, a menopausa raramente acontece rapidamente, a sua duração média é de cerca de 7 anos, podendo durar até aos 14 anos! Outros sintomas da menopausa precoce são:

  • períodos irregulares
  • períodos mais longos ou mais curtos do que o normal.
  • sangramento pesado
  • perdas de sangue
  • períodos que duram mais de uma semana
  • mais espaço entre períodos
  • mudanças de humor
  • mudanças no desejo sexual e libido
  • secura vaginal
  • problemas de sono
  • afrontamentos
  • suores noturnos
  • perda do controlo da bexiga

Nota-se que as mulheres que passam pela menopausa precoce têm um maior risco de desenvolver osteoporose e problemas cardíacos devido à redução do estrogénio.

Mitos sobre a menopausa e a menopausa precoce

Como a menopausa precoce é rara (afeta cerca de 1% das mulheres), ainda existem alguns mitos e equívocos sobre isso.

  • Quanto mais cedo o primeiro período, mais cedo a menopausa.
    Isto é comumente tido como verdade, mas não é. Não existe qualquer ligação entre os primeiros períodos e a menopausa precoce.
  • As mulheres que tiveram filhos e amamentaram terão menopausa mais tarde na vida.
    Gravidez, parto e amamentação não têm impacto na idade da menopausa.
  • O controlo hormonal da natalidade atrasa a menopausa.
    Embora o controlo de natalidade pare a ovulação, não impede a perda de folículos, por isso não significa que não ovular seja "guardar" óvulos e, assim, atrasar a menopausa.
  • Quando a menopausa começa, a libido desparece, e a vida sexual acabou.
    Não é verdade; algumas mulheres até relatam um aumento do desejo sexual depois de entrarem na menopausa, possivelmente porque já não se preocupam com poder engravidar. Por causa disso, os casais onde a mulher está na menopausa podem até ter sexo mais satisfatório do que antes.
  • Assim que a menopausa começa, as mulheres deixam de engravidar.
    Não se considera que uma mulher esteja na menopausa até que se passem 12 meses consecutivos sem ciclo. Assim, é raro, mas possível engravidar enquanto se tem sintomas de menopausa.
  • As mulheres na menopausa são emocionais, irracionais e "loucas".
    Esta é uma visão misógina das mulheres, não achas? As mulheres na menopausa têm um conjunto de sintomas que podem variar em gravidade, tal como na PMS. Um pouco mais de compaixão e compreensão vão muito longe 😊

Take good care. Of your vagina. Of yourself. Of your planet.

Deixe um comentário

Procurar

Portuguese (Portugal)