Primeiro período: é tempo de ter a tal conversa

  • 5 min ler

Primeiro período: é tempo de ter a tal conversa


O primeiro período de uma filha é um momento que todas as mães aguardam com excitação e receio. É um lembrete de que, sim, as nossas meninas estão mesmo a crescer, e já lá vai o tempo em que eram bebés.

Mas como abordar este tema? Como é que uma mãe fala com uma filha sobre isto? Nós percebemos a dificuldade que algumas mães possam sentir ao falar sobre menstruação e tudo o que a menstruação implica, mas também sabemos que é uma conversa essencial entre mãe e filha.

Continue a ler as nossas dicas sobre como ter “a conversa” com a sua filha, sobrinha ou até irmã mais nova sobre o primeiro período.

Primeiro período: de mãe para filha

Idealmente, todas as jovens deviam ter uma experiência positiva com o seu primeiro período. E isto é apenas possível se estiverem informadas sobre a menstruação e preparadas para o que aí vem. No entanto, uma conversa de tom muito sério pode ser assustadora e criar receio e confusão, pelo que uma boa abordagem é ter “pequenas conversas” aqui e ali, tendo sempre cuidado para que a sua filha preste atenção e compreenda o que está a ser comunicado.

1. Comece a abordar o assunto cedo

Em média, o primeiro período acontece entre os 12 e os 15 anos, mas há casos de meninas a ter o primeiro período aos 8 ou 9 anos, ou até quase em idade adulta. Por ser difícil prever o momento exato, o melhor é começar a falar da menstruação bastante cedo, na escola primária, de forma casual e relaxada. Mas lembre-se que colocar demasiada expectativa e pressão no tópico pode criar medos. É importante que transmita que o período é completamente saudável, normal e inevitável.

2. Explique o porquê e o como

Normalmente, um “porque sim” não consegue satisfazer uma mente adolescente. Quando a sua filha tiver o primeiro período, ou mesmo antes, explique porque é que a menstruação acontece, o que se está a passar no útero dela, e a periodicidade associada. Não tenha medo de tocar no assunto da fertilidade e de como o primeiro período significa que a sua filha é agora capaz de criar um bebé no útero.

3. As coisas pelos seus nomes

Sabia que há centenas de nomes para dizer menstruação? Alguns são engraçados, como a “Tia Maria” que visita todos os meses, mas outros são terríveis como “O Incómodo”. E o mesmo acontece para a anatomia feminina, como muito provavelmente sabe. Usar estes termos que muitas vezes são degradantes apenas perpetua os mitos e tabus à volta da menstruação e da anatomia das mulheres. Ensine à sua filha, mesmo antes do primeiro período, que a menstruação e o corpo dela têm nomes e que ela não precisa de usar “eufemismos” ou insinuações para nada.

4. Sem espaço para vergonha

Tal como usar os nomes corretos para menstruação, é importante que faça a sua filha perceber que não há razão nenhuma para ter vergonha do período ou do corpo. O período não é “nojento”, não é sujo, e não é anti-higiénico – mas infelizmente, estes são adjetivos que ela pode ouvir dos colegas de turma, por exemplo. Por isso é melhor estar um passo à frente e prepará-la bem. É também essencial que faça a sua filha compreender que a menstruação não é algo que deva ser “escondido” como se fosse ofensivo, nem algo de que se deva ter vergonha.

5. Explique o que pode vir associado à menstruação

Embora nem todas as mulheres sofram de Síndrome Pré-Menstrual, há a possibilidade de que a sua filha possa ter sintomas. É importante que lhe explique que ela pode vir a ter dores de barriga, dores de cabeça, oscilações de humor, mamas mais sensíveis, acne, barriga inchada, entre outros, mas que estes sintomas não são causa de alarme.

E além disso, embora estes sintomas não sejam exatamente agradáveis, tente não dar uma conotação má à menstruação, como se fosse algo que as mulheres “sofrem” todos os meses. A menstruação é uma parte natural de ser mulher.

6. Ajude-a a escolher produtos menstruais

Os produtos menstruais que a sua filha vai usar são totalmente escolha dela, mas às vezes é preciso dar alguma orientação. Algumas jovens podem não se sentir totalmente confortáveis com a ideia de usar tampões nos primeiros períodos – mas também é importante que saibam que não há problema nenhum se o decidirem fazer.

Ao mesmo tempo, embora pensos higiénicos sejam extremamente simples de usar, numa altura que pode ser confusa para a sua filha, só a ideia de usar um penso higiénico pode parecer um autêntico quebra cabeças. Certifique-se de que explica em detalhe como usar os diferentes produtos menstruais e como e quando os deve trocar.

A sua filha pode precisar de ajuda a perceber quão abundante ou quão ligeiro o fluxo menstrual dela é, por isso dê-lhe várias opções de tamanhos e tipos.

7. Partilhe as suas próprias experiências

Cada período é diferente, tal como cada ciclo e cada mulher, por isso a sua experiência com menstruação pode ser totalmente diferente da experiência da sua filha. No entanto, a sua filha pode sentir-se mais confortável e à vontade durante o primeiro período se a mãe partilhar o que sentiu ou como aconteceu, e as dúvidas que teve na altura.

Encoraje-a a falar sobre o que está a sentir, a fazer perguntas e a partilhar os seus receios. Mostre-se disponível para a ajudar quando precisar ou quando tiver dúvidas.

8. Pais e irmãos envolvidos

É provavelmente mais fácil para uma mãe falar com a filha sobre períodos e especialmente sobre o primeiro período. E também é mais fácil para uma adolescente receber esta informação de mãe, já que a mãe “compreende”, pois já passou pelo mesmo.

No entanto, o pai e os irmãos não devem ser excluídos nesta altura, muito pelo contrário. Os meninos e rapazes devem ser ensinados acerca da menstruação e puberdade, e de como a menstruação é um dos processos mais normais na vida de uma mulher. Ainda há muita ignorância acerca do ciclo menstrual e muitos mitos associados a jovens menstruadas. O pai deve dar à filha o espaço para falar sobre períodos sem qualquer embaraço ou nervosismo.

9. Não existem perguntas estúpidas

Finalmente, não faça a sua filha pensar ou sentir que há “boas” e “más” perguntas acerca do primeiro período. Algo que para si é óbvio, para ela pode ser um mistério. A sua filha vai provavelmente estar a perguntar-se se perder sangue dói, se é possível morrer por perder muito sangue, se as pessoas à volta conseguem ver ou cheirar o sangue menstrual, se os tampões fazem “perder a virgindade”, se não vai poder fazer desporto, ou qualquer outra pergunta que possa surgir numa mente confusa.

Ao mesmo tempo, mantenha-se atenta a quaisquer mitos e conceções erradas que a sua filha possa vir a ouvir acerca do primeiro período ou da menstruação em geral e, se acontecer, explique-lhe prontamente que estes mitos não são verdade e porquê.

Se sentir que não é capaz de falar com a sua filha sobre o primeiro período e ciclo menstrual, procure outros recursos que a possam ajudar, seja na escola, no centro de saúde, ou outros.

Uma Period Box da Clementine para o primeiro período da sua filha

Se a sua filha estiver perto de ter o primeiro período, talvez seja tempo de ter um “kit de período” à mão. Ou até pode oferecer-lhe um kit de período, para dar-lhe independência e confiança para quando o primeiro período chegar. Uma caixa com alguns pensos higiénicos, tampões e pensos diários pode ajudar a sua filha a sentir-se mais preparada e tranquila.

Se acha que está mesmo quase na altura, é melhor dizer à sua menina-quase-mulher que tenha um penso higiénico na mochila, só para o caso de o primeiro período vir quando ela está na escola ou na rua. Assim, se ela estiver sozinha quando acontecer, vai saber exatamente o que fazer.

Fontes:

https://www.practitionerhealth.nhs.uk/syndication/live-well/sexual-health/girls-bodies-faqs

https://www.nhs.uk/conditions/periods/starting-periods/

https://www.thewhitehorsepractice.nhs.uk/syndication/live-well/sexual-health/girls-and-puberty-faqs

https://kidshealth.org/en/teens/menstruation.html

https://111.wales.nhs.uk/encyclopaedia/p/article/periods/

https://rotasaude.lusiadas.pt/prevencao-e-estilo-de-vida/saude-da-familia/explicar-filha-primeira-menstruacao/

https://www.cuf.pt/mais-saude/primeira-menstruacao-como-abordar-o-tema

https://www.supersavvyme.co.uk/family/teens/mothers-guide

https://www.healthywomen.org/content/article/mothers-guide-her-daughters-menstrual-health

Deixe um comentário

Procurar