O que é a virgindade: mitos e verdades

  • 4 min ler

O que é a virgindade: mitos e verdades


Virgindade é um termo associado ao sexo e à sexualidade. É um pouco difícil de definir, uma vez que tem significados ligeiramente diferentes em diferentes culturas. Para muitas pessoas, perder a virgindade significa ter sexo penetrativo e vaginal pela primeira vez. Para outros, abrange mais formas de interações sexuais. Para facilitar a conversa, vamos adoptar a definição mais ampla de virgindade: ser “virgem” implica nunca ter tido relações sexuais.

A virgindade é assim tão importante?

Perder a virgindade é muito importante para muitas pessoas, especialmente jovens adultos. Tal como a sexualidade, o próprio conceito e peso moral da virgindade são muito pessoais e muito íntimos para cada um. A forma como alguém vê a virgindade depende muito da sua origem social, cultural e religiosa, embora seja comumente vista como importante – tal como ter o primeiro período, beijar alguém pela primeira vez, ou apaixonar-se pelo primeiro amor.

Permite-nos acrescentar que não há uma idade certa para perder a virgindade. Algumas pessoas preferem esperar pelo casamento, outras não. E ambas escolhas são válidas. O mais importante é não sentir pressão para fazer algo que não tenhas a certeza absoluta de que queres fazer. Quando perder a virgindade é algo que deves decidir tu.

Mas, tem atenção: fazer sexo – especialmente pela primeira vez – é algo que pode ter um grande impacto na tua vida. Por isso mesmo, sexo é algo que só se deve fazer quando se está pronto. Muitas pessoas, tanto rapazes como raparigas, que fizeram sexo pela primeira vez porque sentiram que tinham de o fazer, queriam ter esperado até estarem mais confiantes.

Além disso, lembra-te que existe uma "idade de consentimento", que é um conceito legal previsto pela lei. A idade de consentimento é a idade mínima em que uma pessoa é considerada capaz de consentir em ter relações ou actos sexuais. Esta idade varia de país para país, mas geralmente está algures entre os 14 e os 18 anos. Esta lei existe para proteger os jovens de serem coagidos a fazer algo de natureza sexual que não querem.

Vamos rever alguns mitos sobre a virgindade, mas primeiro, um fact check muito rápido:

O que a virgindade NÃO É

  • Uma medida do valor de alguém;
  • Um termo médico;
  • Uma noção científica;
  • Algo que possa ser "testado".

O que a virgindade É

  • Uma construção social e cultural;
  • Algo muito pessoal e privado;
  • Algo para cada um decidir a importância.

Quais são alguns dos mitos em torno do conceito de "virgindade"?

Virgindade é o mesmo que romper o hímen

Nope. Não só o hímen pode nem sequer romper durante relações sexuais, como também pode romper por razões não relacionadas com actos sexuais, como uma queda, exercício, um alongamento, etc. Na verdade, apesar de ser uma situação rara, algumas mulheres nascem mesmo sem hímen.

Se uma mulher não sangrar na primeira relação sexual, é porque não era virgem

Errado. Sangrar, durante a primeira vez que uma mulher tem sexo penetrativo, nem sempre acontece. Às vezes acontece, outras não. Às vezes acontece à segunda vez, às vezes acontece depois de muitas vezes, às vezes nunca acontece. Uma pequena quantidade de sangramento, que pode ou não corresponder ao rompimento do hímen, pode acontecer mesmo antes de uma mulher ser sexualmente activa, por diversas razões.

O hímen só rompe com sexo penetrativo

Não, não e não. O hímen é uma membrana fina que cobre parte da entrada da vagina. Esta membrana é normalmente mais resistente em crianças e torna-se mais elástica ou flexível com a puberdade. A abertura no hímen é geralmente grande o suficiente para que o sangue do período, o fluido vaginal ou os tampões possam passar sem o romper

Dói sempre quando se perde a virgindade

Errado de novo. Quando alguém tem relações sexuais pela primeira vez, especialmente uma mulher, pode doer-lhe um pouco, pode doer-lhe muito, ou pode não lhe doer nada. Muitas vezes, isto nem sequer tem nada a ver com o rompimento do hímen, mas sim com alguma tensão, nervos e pouca lubrificação.

As mulheres devem ser virgens até ao casamento

Não necessariamente. Cada mulher é diferente e pode e deve escolher por si mesma. A única coisa importante é saber que o conceito de virgindade é uma construção social e não mede o valor de ninguém. Como tal, qualquer pessoa só deve fazer sexo quando se sentir pronta, confiante e confortável.

É impossível engravidar na primeira vez

Não! Não é verdade! As mulheres podem engravidar sempre que houver sexo desprotegido e o sémen entra em contacto com a vagina. O mesmo vale para as ISTs! Proteção, sempre!

Se alguém está a tomar a pílula, não é virgem

Mentira. A pílula contraceptiva tem um uso primário: evitar gravidezes indesejadas; no entanto, é usada por mais razões. Algumas mulheres têm problemas hormonais e tomam medicação específica ou até mesmo contraceptivos hormonais para manter esses problemas sob controlo. A contracepção hormonal pode ajudar com acne, sintomas de TPM, desregulação hormonal, e mais.

É possível fazer um "teste de virgindade" e ver se alguém já teve relações ou não

De modo nenhum. A virgindade não é um conceito biológico, e não há procedimento médico para "testar" a virgindade. Existe uma prática muito prejudicial chamada "teste de virgindade" utilizada em raparigas em alguns países, que é muito invasiva e não é de todo exacta. Esta prática baseia-se no exame do hímen mas, como dissemos, ter um hímen intacto e ter a virgindade "intacta" não é a mesma coisa.


Take good care, of yourself. Of your planet, Of your vagina.

    Deixe um comentário

    Procurar